São Paulo 12/5/2021 – Escolhemos o caminho da inovação e da tecnologia para darmos continuidade aos nossos objetivos.

A pandemia levou a ABAS – Associação Brasileira de Águas Subterrâneas a reformular totalmente seus eventos e sua comunicação. A entidade viu os resultados crescerem exponencialmente, e há um ano mantém a maior comunidade digital do mundo, no setor.

A transformação começou com o advento da pandemia, onde a necessária mudança do formato dos eventos presenciais levou a entidade a transformar um dos mais esperados eventos internacionais da área de hidrogeologia e recursos hídricos, o Congresso Mundial de Águas Subterrâneas, numa grande jornada online/híbrida, que resultou na criação da maior comunidade virtual de águas subterrâneas do mundo.

“Escolhemos o caminho da inovação e da tecnologia para darmos continuidade ao nosso objetivo que é ampliar cada vez mais o debate sobre o uso legal e sustentável desse recurso no planeta”, diz o presidente da ABAS, José Paulo Netto.

“O maior desafio tem sido manter a cadeia produtiva do setor engajada, tanto no Brasil como no exterior, uma vez que não foi possível a realização do grande encontro internacional presencial nas datas e no formato previsto (agosto de 2020 em São Paulo). Havia um compromisso com o público, entidades parceiras, patrocinadores e expositores. Cancelar jamais foi uma opção.”

O desafio

Por ser fruto da junção dos eventos das três principais entidades internacionais e envolver diversos interesses num cenário complexo como o que se apresentava, os organizadores optaram por dividir o Congresso em duas fases.

A realização em setembro de 2020, da primeira fase de forma virtual e gratuita reuniu mais de 12 mil participantes de diversos países, muito mais que os 2.500 esperados no evento físico.
A próxima etapa, que deve acontecer em formato híbrido – presencial e online – entre os dias 22 a 27 de agosto de 2021, em São Paulo, pretende mobilizar um público mais expressivo em função da importância dos temas programados, dos palestrantes e dos eventos paralelos.

Para se ter uma ideia, sob o “guarda-chuva” do Congresso Mundial estarão acontecendo o 47th IAH Brazil Congresso, da Associação Internacional de Hidrogeólogos (IAH), o XV Congresso Latinoamericano de Hidrogeologia da Associação Latino-Americana de Hidrogeologia (ALHSUD), o XXI Congresso Brasileiro de Águas Subterrâneas, XXII Encontro Nacional de Perfuradores de Poços e a Feira Nacional da Água, da própria ABAS – Associação Brasileira de Águas Subterrâneas.

Motivação como prioridade

Para integrar a comunidade entre uma fase e outra do Congresso (período de um ano) a ABAS criou jornadas de discussão permanentes, apostando alto na troca de conhecimento e nos relacionamentos.
Imediatamente após o término da primeira etapa do Congresso online, em setembro do ano passado, a entidade deu início a uma agenda de dois encontros virtuais mensais – debates e webinars – com temas mercadológicos e tecnicocientíficos com profissionais e pesquisadores de referência no mercado brasileiro e internacional.

Outra ação adotada pela ABAS para manter o engajamento em alta foi a criação de grupos de WhatsApp. São 10 grupos temáticos, com mais de 1.000 participantes que discutem previamente as pautas definidas para a segunda fase do Congresso, entre outros assuntos do setor.
Ao mesmo tempo, o aplicativo do Congresso ganhou destaque, reunindo mais de 400 usuários que promovem networking de alto nível.

Como suporte ainda são sistematizadas algumas ações de comunicação e divulgação do evento pelas redes sociais da própria ABAS e entidades parceiras – ALHSUD e IAH e das entidades que apoiam o Congresso. Além disso, pelo menos três newsletters são enviadas mensalmente a um mailing de mais de 100 mil e-mails cadastrados de profissionais do setor.

Feira digital permanente

Um dos melhores resultados da ABAS no processo de transformação dos seus eventos para web é a Fenágua Digital. Antes realizada de forma presencial em paralelo aos eventos da associação, a feira é agora permanente e reúne em ambiente virtual as principais empresas, instituições públicas, privadas e prestadores de serviço do setor. Agora a feira migrou para o modelo online – presencial – online.

“A Fenágua Digital tem o potencial de se tornar um marketplace do setor de águas subterrâneas, funcionando 24 horas por dia e 7 dias por semana. A busca por fornecedores é permanente, não é fácil para usuários encontrarem soluções para suas necessidades tendo que visitar sites e mais sites sem entender o que realmente oferecem. A Fenágua Digital facilita esse trabalho. No entanto, a feira presencial vai continuar a acontecer em paralelo aos eventos da ABAS e com isso fortalecer ainda mais o setor”, conclui.

Ainda na visão de José Paulo Netto, o aquecimento do mercado em 2020 e 2021 e o aumento expressivo do consumo de água ajudam a explicar as centenas de visitas à Fenágua Digital.
Segundo a ABAS, a qualificação do público tem sido uma clara demonstração de adesão a essa proposta de feira digital.

De acordo com os relatórios da entidade até agora 25% dos visitantes da Fenágua digital buscavam instituições ligadas a recursos hídricos, 18% fabricantes de produtos e serviços para poços, 16% universidades, 13% empresas perfuradoras de poços, 13%, empresas de meio ambiente subterrâneo (contaminações e remediação), 8% prestadores de serviços para poços e 8% laboratórios.

Congressistas e parceiros

Para a Associação Brasileira de Águas Subterrâneas, a principal conquista relacionada ao uso de estratégias e ferramentas digitais é o público impactado nas ações.

“A ABAS aumentou enormemente o número de profissionais, técnicos, estudantes e empresários do setor de águas subterrâneas que agora participam ativamente da entidade e da organização do evento e assim realmente consolidou a maior comunidade do setor de águas subterrâneas do mundo,” diz José Paulo Netto.

No entanto, o presidente da ABAS explica que apenas ferramentas digitais não bastam. “É preciso muito estudo, esforço, estratégia e entusiasmo para tirar delas o melhor proveito e alcançar os resultados esperados. No caso da ABAS e do Congresso Mundial de Águas Subterrâneas, as estratégias permitiram que tanto os congressistas como convidados passassem a ser parceiros na realização e divulgação de um evento de altíssima envergadura e que impactará fortemente o cenário internacional,” conclui.

Mais informações
José Paulo Netto Presidente da ABAS
www.abas.org
tel. + 55 11 98801 8418
info@abas.org.br

Imprensa:
Cristina Bighetti
+ 351.927253506 WhatsApp
cristina@timepress.com.br

Website: http://www.iah2021brazil.org

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui