São Paulo, SP 10/5/2021 – Comum vermos não só jovens na frente das telas de tablets, computadores e celulares, mas também adultos e idosos, que são os que possuem o maior poder de compra

O profissional de marketing vai buscar as melhores táticas para a empresa atrair os clientes certos e vender cada vez mais, ampliando o negócio

Com o crescimento acelerado da tecnologia digital, muitas mudanças e adaptações estão acontecendo no setor de compras e vendas online, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Segundo os dados, mais de 70% dos brasileiros possuem conexão com a internet, entre eles 97% a utilizam através de celulares para acessar redes sociais, sites e aplicativos para fazer compras de produtos ou serviços.

Com a pandemia da covid-19, o setor do marketing digital passou por várias mudanças e teve que se adaptar às novas formas de mercado, informa Wesley de Freitas Pimentel, graduado em administração de empresas com ênfase em marketing. Uma delas foi a mudança em relação ao consumo do cliente, a forma de comprar produtos ou serviços, que agora são feitas com mais frequência por aplicativos e sites de venda.

“O marketing digital é conjunto de estratégias voltadas para a promoção de marcas na internet, usando diferentes canais on-line, com isso, empresas como ebay, Amazon, MercadoLivre e iFood cresceram consideravelmente em seus segmentos, adaptando a nova demanda do mercado”, explana Wesley.

Conforme o especialista, o marketing digital ganhou destaque nas plataformas sociais como Facebook, Instagram, YouTube e Tiktok, que passaram a ser vistas com uma maior perspectiva para divulgação de negócios, produtos e serviços. Assim, as redes ganharam novos usuários interessados nas ferramentas que podem disponibilizar para entrar e se firmar no mercado on-line.

“Hoje são consideradas as melhores formas de divulgação existentes, comparadas com 10 ou 20 anos atrás, quando a televisão e o rádio eram os meios mais efetivos para atingir o público desejado. Esse fenômeno atingiu, inclusive, o âmbito da política, a qual foi explorada nas últimas eleições presidenciais. Visto que foram definidas majoritariamente nas redes sociais”, declara Pimentel, com MBA Business Management.

De acordo com a consultoria McKinsey, no estudo de Digital Marketing Readiness realizado com apoio da Associação Brasileira de Anunciantes (Aba), a América Latina tem o maior investimento em marketing digital, 24,4% do total de mídia, contra 43,5% da média global.  Desses números, dois terços da população conectada está no Brasil, onde 80% das empresas ainda estão em estágios iniciais no marketing digital, 23% são iniciantes e 57%, emergentes.

“O mercado do marketing digital está crescendo à proporção que a tecnologia e a mídia digital avançam no país. Adiciona-se isso ao fato de que é cada vez mais comum vermos não só jovens na frente das telas de tablets, computadores e celulares, mas também adultos e idosos, que são os que possuem o maior poder de compra. É uma oportunidade de divulgação, com grandes e volumosas chances de consumo e distribuição”, finaliza Wesley de Freitas Pimentel, com experiência em elaboração de estratégias e realização de campanhas de marketing, de parcerias e de fidelização de clientes.

Website: https://www.linkedin.com/in/wesley-de-freitas-pimentel-356109b/

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui