Match corporativo: uso de ciências de dados e inteligência de mercado para melhorar performance de profissionais e empresas

    0

    11/3/2021 –

    Empresa inaugura filial em Austin para entregar talentos e buscar novas formas de desenvolver profissionais demandados pelo mercado brasileiro: pessoas com perfil empreendedor, bagagem tecnológica e formação de alto nível

    Segundo o estudo da The Corporate Leadership Council, 50% das contratações externas falham, inclusive em cargos de liderança. E de acordo com o relatório State of the Workplace Report, realizado pelo Gallup Institute, 85% dos profissionais no mundo não estão engajados no trabalho.

    Nesse contexto, a Woke, empresa de soluções de capital humano e tecnologia, tomou para si a missão de desenvolver soluções para esses problemas e identificou, em 2020, o aumento de 50% no número de empresas à procura de profissionais com habilidades e competências específicas para cargos de liderança, ao mesmo tempo também cresceu o número de executivos em busca de recolocação. Segundo levantamento realizado pela empresa no LinkedIn, mais de 3,5 milhões de pessoas ocupam cargos de gestão no mercado corporativo no Brasil hoje, e 500 mil delas estão em busca de recolocação.

    Atuando simultaneamente nas frentes B2B e B2C, a Woke oferece para empresas recrutamento de alta gestão, com o diferencial de solucionar as falhas mais comuns e aumentar a performance do contratado, e soluções para evolução da cultura, desenvolvimento de liderança e estratégia de pessoas; e para pessoas, atua em todas as frentes que ajudam no desenvolvimento das carreiras, tanto com mentorias individuais, como com soluções de planejamento, autoconhecimento e autodesenvolvimento.

    Para atender à demanda de desenvolvimento de carreira, a Woke oferece soluções em formato digital e escalável, e passou a atuar e conectar o seu público B2B e B2C. Em menos de um ano, a empresa já impactou mais de 3 mil profissionais interessados em investir na própria evolução por meio dos produtos e conteúdos digitais para gestão de carreira.

    “A pandemia fez com que as pessoas estivessem muito mais atentas às suas carreiras sob o ponto de vista de bem-estar, desenvolvimento e, claro, reorientação, alavancagem e desenvolvimento de carreira, e recolocação”, finaliza Petreche.

    Internacionalização: filial em Austin, no Texas

    Diante também de uma alta demanda de profissionais de alta gestão qualificados e preparados para o crescimento do mercado, vinda principalmente de clientes de tecnologia e da nova economia, a empresa acaba de abrir uma filial nos Estados Unidos. O novo escritório ficará em Austin (Texas), cidade que hoje já é considerada um grande polo tecnológico, e será um ponto estratégico para lidar com escassez de talentos com perfil empreendedor, bagagem tecnológica e formação de alto nível e funcionará também como um hub para atender os clientes que estão em processo de expansão.

    “O passo que demos acerca da internacionalização também está relacionado ao processo da empresa de aprimoramento dos produtos e serviços, uma vez que a conexão com outros países significa ainda estarmos mais próximos de mercados maduros e competitivos, o que nos permite ter acesso a conhecimento e boas práticas que podem ser transferidas para nossos clientes”, analisa Fábio Cunha, Co-CEO & Founder da Woke. ”A Woke já nasceu com um propósito disruptivo e desbravador que, mesmo em um cenário de pandemia, não poderia ser deixado em espera. Está em nosso DNA a evolução constante do nosso modelo de negócios, produtos e serviços”, complementa o executivo.

    Expectativas para 2021

    Além da expansão territorial, que trará crescimento e relevância com a abertura de operações nos Estados Unidos e América Latina, a expectativa da empresa é triplicar a carteira atual de clientes corporativos, duplicar o faturamento, além de consolidar o modelo de negócios desenhado para atender a uma demanda B2C impactando a vida de milhares de profissionais.

    “Para sustentar esse crescimento, desde o fim de 2020 estamos investindo massivamente em pessoas e tecnologia. Nós dobramos o time e temos hoje boa parte das pessoas focadas em inteligência de negócio, tecnologia, dados e produtos digitais que irão contribuir fortemente para gerar valor. O perfil dos nossos clientes corporativos, que é formado majoritariamente por Venture Capitals, empresas de tecnologia e da nova economia, demanda processos de alta gestão mais assertivos, que maximizem a performance dos seus negócios”, explica Eduardo Valentin Gonçalves, Partner & CMO da Woke.

    Hoje, 88% dos executivos contratados por intermédio da Woke performam dentro ou acima do esperado em comparação com 50% de falha global em processos externos.

    Além do investimento em tecnologia, a Woke busca fortalecer o posicionamento como uma empresa de soluções de capital humano e tecnologia, que veio para fazer diferente e revolucionar as relações de trabalho através de uma experiência diferenciada, eficaz e efetivamente focada em melhorar a performance das empresas e alavancar as carreiras das pessoas.

    “Podemos afirmar que já existe um movimento de empoderamento da gestão de carreiras. Nossa missão passa por entregar ferramentas e soluções que ajudem as pessoas nesse processo, através do conhecimento de mais de uma década em recrutamento de alta gestão”, complementa Eduardo.

    Trajetória

    A empresa nasceu em 2016, com o nome de Cunha & Petreche, por iniciativa dos sócios Fábio Cunha e Guilherme Petreche, que queriam compartilhar com o mundo a visão sobre como os recrutamentos de alta gestão deveriam acontecer, pesquisando, estudando e buscando as melhores metodologias e tendências do universo de pessoas para revolucionar esse mercado.

    E assim, se uniram para fundar a Woke, para revolucionar esse mercado com dados que comprovam que o maior desafio tanto para as empresas quanto para os profissionais é a performance.

    Nesse cenário, a Woke desenvolveu serviços e produtos digitais que somam conhecimentos, conceitos e metodologias para ir além do desenvolvimento de competências técnicas e liderança, e incluir também aspectos de desenvolvimento pessoal, bem-estar e autoconhecimento, disponíveis democraticamente (online) para todos os cargos de liderança.

    Investiram em inovação, ciências de dados, inteligência mercadológica, metodologias mundialmente reconhecidas e uma camada analítica, focada em resultados, tanto para o processo de recrutamento quanto para os temas cultura, liderança e carreiras, para otimizar a operação e oferecer a melhor experiência para os clientes, sejam eles pessoas ou empresas.

    Website: https://www.wokepeople.com.br/