Início Benefícios Sociais Bolsa Família: confira os grupos elegíveis para pagamentos extras em agosto

Bolsa Família: confira os grupos elegíveis para pagamentos extras em agosto

0

O governo federal planeja reiniciar, em poucos dias, mais uma fase de pagamentos do Bolsa Família. De acordo com informações fornecidas pelo Ministério do Desenvolvimento Social, Família e Combate à Fome, os fundos serão disponibilizados a partir da sexta-feira, dia 18, seguindo o preenchimento do último dígito do Número de Identificação Social (NIS) de cada beneficiário.

Embora detalhes precisos sobre a média dos pagamentos do Bolsa Família para o mês de agosto ainda não tenham sido oficialmente divulgados pelo Ministério, é importante ressaltar que a regra básica de repasses continuará em vigor neste mês. Isso significa que todos os beneficiários podem antecipar a recepção de um valor mínimo de R$ 600.

Pagamentos Regulares do Bolsa Família: Saiba Quem Está Incluso

Os planos regulares consistem em repasses destinados a todos os beneficiários, sem considerar quaisquer condições específicas. Portanto, desde o início, os cidadãos têm o direito de receber R$ 600 por família durante o mês de agosto. É importante observar que esse montante pode aumentar para aqueles que vivem residência com um número maior de indivíduos.

Conforme esclarecido pelo Ministério do Desenvolvimento Social, o valor de R$ 600 será destinado às famílias compostas por até quatro membros. À medida que o número de pessoas que vivem em uma mesma casa ultrapassa cinco, o valor aumentará gradualmente. Confira a seguir:

  • Família com algo entre 1 e 4 integrantes: recebem R$ 600;
  • Família com 5 integrantes: R$ 710;
  • Família com 6 integrantes: R$ 852;
  • Família com 7 integrantes: R$ 994;
  • Família com 8 integrantes: R$ 1.130;
  • Família com 9 integrantes: R$ 1.278;
  • Família com 10 integrantes: R$ 1.420;

É relevante destacar que o Ministério considera como membro familiar qualquer indivíduo, independentemente da idade ou do grau de contribuição econômica. Inclusive, um bebê recém-nascido é contabilizado como um membro da família.

Observe na tabela acima que, dependendo do número de membros, uma única família terá a oportunidade de receber valores superiores aos valores atualmente destinados ao salário mínimo, que está garantido em R$ 1.320 por família. Isso demonstra como o novo esquema de pagamentos pode resultar em repasses mais sufocantes para as famílias, fornecendo um auxílio mais condizente com suas necessidades.

E os adicionais

Além dos pagamentos regulares, é importante mencionar que o governo federal tem repasses adicionais previstos para os beneficiários do Bolsa Família. Esses pagamentos extras são direcionados a grupos específicos dentro do programa e estão sendo planejados desde o mês de março deste ano. Essas liberações complementares visam a fornecer um suporte adicional a determinadas categorias de beneficiários, enriquecendo ainda mais o escopo do programa Bolsa Família.

No mês de agosto, as diretrizes permanecerão inalteradas. A seguir, apresentamos os montantes que serão concedidos a grupos familiares específicos, com os pagamentos tendo início já nesta sexta-feira, dia 18.

  • Adicional de R$ 150 por filhos com idade entre zero e seis anos;
  • Adicional de R$ 50 por crianças com idade entre sete e 12 anos;
  • Adicional de R$ 50 por jovens e adolescentes com idade entre 13 e 18 anos incompletos;
  • Adicional de R$ 50 para famílias com mulheres gestantes;
  • Adicional de R$ 50 para famílias com mulheres lactantes.

Aqueles que integram o Bolsa Família e se enquadram em qualquer um dos grupos mencionados anteriormente receberão o saldo de forma automática, depositado na mesma conta utilizada para os repasses regulares. Portanto, não é necessário efetuar qualquer tipo de solicitação nesse sentido, simplificando ainda mais o processo para os beneficiários.

O que vai acontecer com o Bolsa Família em agosto

No decorrer de agosto, o Ministério do Desenvolvimento Social, Família e Combate à Fome projeta que uma estimativa de pouco mais de 20 milhões de indivíduos terá a oportunidade de acessar os fundos do Bolsa Família.

Para ser elegível ao saldo, é imprescindível possuir uma conta ativa e atualizada no sistema do Cadastro Único (CadÚnico), além de manter uma renda per capita de até R$ 218. Qualquer cidadão já dispõe da opção de verificar sua situação e confirmar se foi selecionado para os pagamentos. Esses critérios asseguram a justa distribuição dos recursos, visando beneficiar aqueles que mais necessitam do auxílio provido pelo programa Bolsa Família.

Para realizar essa verificação, é suficiente acessar o seu perfil por meio do aplicativo oficial do Bolsa Família ou do Caixa Tem. A seguir, apresentamos o calendário completo de pagamentos do benefício para o mês de agosto:

  • Usuários com NIS final 1:  18 de agosto (sexta-feira);
  • Usuários com NIS final  2:  21 de agosto  (segunda-feira);
  • Usuários com NIS final  3: 22 de agosto (terça-feira);
  • Usuários com NIS final  4: 23 de agosto (quarta-feira);
  • Usuários com NIS final  5:  24 de agosto (quinta-feira);
  • Usuários com NIS final  6:  25 de agosto  (sexta-feira);
  • Usuários com NIS final  7:  28 de agosto (segunda-feira);
  • Usuários com NIS final  8:  29 de agosto (terça-feira);
  • Usuários com NIS final  9: 30 de agosto (quarta-feira);
  • Usuários com NIS final  0:  31 de agosto (quinta-feira).
Sair da versão mobile